CARRETA NOVARTIS – PONTO FINAL DA HANSENÍASE – FAZ ATENDIMENTOS EM PEDREIRAS

0

Pedreiras está recebendo a Carreta da Saúde Novartis nos dias 16 e 17/11, na Praça do Jardim, neste período, nos horários das 08 às 12 e das 14 às 17 horas, a população poderá realizar gratuitamente consultas, exames e tirar dúvidas sobre métodos de prevenção e controle da hanseníase. A Secretaria Municipal de Saúde é responsável pelos profissionais e atendimentos disponíveis.

A secretária Karen Cynthia, da Saúde, explica. “A hanseníase é uma doença com alto índice de ocorrências, pois tem o poder de transmissão muito grande, e o Maranhão tem meta de diminuir esses casos. São vários consultórios dentro da carreta, e o município se responsabilizou pela organização, logística e pelos profissionais para o atendimento”, disse.

A Carreta Novartis disponibiliza serviços de consultas médicas e de enfermagem, nutricionista, fisioterapeuta, teste do PSA (próstata), avaliação de manchas de pele e quando suspeitas, são feitos os encaminhamentos para o médico que solicita outros exames para o diagnóstico e iniciar o tratamento do paciente.

A coordenadora da Atenção Básica, Lais Amélia Moura, ressalta que a vinda da Carreta Novartis é muito importante. “Estamos realizando vários atendimentos, então as pessoas que têm manchas acastanhadas, avermelhadas ou esbranquiçadas, nos procure, que nosso atendimento está disponível para toda a população pedreirense”, afirma.

Hanseníase

O Brasil está em 2° lugar no ranking de países com novos casos de hanseníase, conforme os dados da Organização Mundial da Saúde. A doença, que deveria estar erradicada, registrou cerca de 30 mil novos casos em um ano no país. De acordo com o Ministério da Saúde, o Maranhão é o terceiro estado do país com mais casos de hanseníase e o primeiro do Nordeste.

 

Desde 2009, a Novartis possui a Carreta de Saúde, um caminhão itinerante, com cinco consultórios e um laboratório, que percorre todo o Brasil no combate à hanseníase. Atua em parceria com o Ministério da Saúde, com apoio do CONASS (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e do CONASEMS (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde), buscando a erradicação da doença até 2020. Os tratamentos medicamentosos para a hanseníase também são doados pela Novartis à Organização Mundial da Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *