Empresa chinesa assina último documento que formaliza a construção de porto em São Luís

0

A maior empresa em infraestrutura da China, a China Communications Construction Company (CCCC), assinou, dia 27 de dezembro, o último documento para a formalização da parceria na construção do Porto Multimodal de São Luís. O grupo passa a ser formado pela CCCC, com participação em 51% do empreendimento, e por sócios brasileiros, com 49%.

Em abril do ano passado, em São Paulo, a CCCC assinou acordo com o Grupo WTorre para construção do Terminal de Uso Privado (TUP), em solenidade que contou com a presença do governador Flávio Dino, que considerou positiva esta iniciativa das duas empresas, mas elas continuam enfrentando resistências de moradores da área do empreendimento, o que vem dificultando o andamento da obra (foto principal).

De acordo com comunicado da empresa, 4 mil empregos devem ser gerados na obra, sendo 2 mil já no primeiro ano da construção e 85% da mão-de-obra devem ser do Maranhão.

A informação sobre a formalização da parceria é do diretor do Porto Multimodal, José Hagge, que esteve em São Luís esta semana para compromissos técnicos da obra que já iniciou a fase de supressão vegetal.

“Estamos confiantes de que o investimento de R$ 800 milhões no Maranhão contribuirá para a geração de empregos diretos e indiretos, arrecadação de tributos e possibilitará o incremento do desenvolvimento ao Estado que conta com excelente posição geográfica e marítima na baía de São Marcos”, analisa Hagge.

 

O projeto do Porto Multimodal de São Luís é de um Terminal de Uso Privado (TUP), com área de 2 milhões de metros quadrados, sendo 550 mil de área de proteção ambiental,  próxima ao Porto do Itaqui, compreendendo seis berços (quatro na primeira fase e dois na segunda, ponte de acesso, acesso rodoferroviário e pêra ferroviária. O terminal atende as áreas central, norte e nordeste do país, interligado pelas Ferrovias Norte Sul e Carajás.

A primeira fase da obra deve ser concluída em quatro anos, com capacidade para movimentar anualmente: 7 milhões de toneladas de soja e milho, 1,5 milhão de fertilizantes, 1,5 milhão de carga geral e 1, 8 mil metros cúbicos de derivados de petróleo.

Grupo de investidores

  • CCCC– Empresa chinesa de construção pública negociada, foi criada em 2005 e é a maior empresa do segmento da China. Está envolvida na construção e infraestrutura de transporte de draga, além de operar ativos em outros países. Entre suas obras mais conhecidas está a maior ponte do mundo, que liga Hong Kong, Macau e Zhuahi, com 55 quilômetros. Da infraestrutura faz parte um tunel com 6,7 quilômetros, que se situa a 40 metros abaixo do nível do mar.
  • WPR– Fundada em São Paulo, em 1981, atua em diferentes áreas, como construção civil, desenvolvimento imobiliário, centros logísticos, entretenimento, shopping centers e infraestrutura. Os projetos que assina já somam quase 10 milhões de metros quadrados de área construída. Entre as obras de destaque estão estaleiro Rio Grande, no Rio Grande do Sul, o Allianz Parque, em São Paulo, conhecido como Arena Palmeiras, construído para receber espetáculos, concertos, eventos corporativos e, principalmente, partidas de futebol do Palmeiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *